domingo, 8 de janeiro de 2017

O MELHOR DE TODOS OS MUNDOS













Algo inegável se coloca diante de nossos olhos: O mundo em que vivemos é extremamente complexo e exige de nós uma profunda reflexão. Embora possamos perceber que existem , nessa vida, situações maravilhosas, que mesmo sem dinheiro, podemos usufruir, como por exemplo admirar um belo por do sol, brincar com uma criança, estar diante do mar, na Natureza selvagem, olhar e sentir oa beleza e perfume das flores, ter bons amigos, enfim, a vida , as vezes é encantadora. No entanto, por trás desse encanto, subjaz um mundo cheio e repleto de violência, extrema competição, vinganças, homicídios, inveja, pobreza, morte.... Talvez, se fossemos colocar na balança, o mal, infelizmente estaria ganhando.
Fomos criados, pelo menos a maioria de todos nós, dentro de uma visão de mundo cristã, onde sabemos desde tenra idade que Deus, sendo Bom e perfeito, sempre quer o melhor para nós. 
Mas como conciliar essa ideia infantil, diante da situação em que estamos na atualidade, em que o mundo parece se dissolver diante de tantas vicissitudes, em que valores até então profundos foram sendo relativizados e deixados para trás?
Muitas são as explicações, talvez a mais plausível seja a de que, embora Deus seja perfeito e Bom e queira sempre o melhor para nós, deixou-nos com a liberdade de escolha, o famoso livre arbítrio. O mau uso desse livre arbítrio teria ocasionado as distorções que vemos em nosso Planeta.
Igualmente temos também uma ideia interessante de Leibniz filósofo e matemático que em seus escritos diz que Deus é bom e que dentro de todas as possibilidades que Ele como Deus onisciente, tinha diante de si, criou o MELHOR DOS MUNDOS POSSÍVEIS.
Voltaire , outro filósofo, menos otimista e mais cético, satirizou essa ideia , em seu livro Cândido, onde conta as desventuras de  um rapaz ingênuo acompanhado de um amigo filósofo Panglós que , assim como LEIBNIZ, repetia ao jovem " Apesar de todas as dificuldades que passamos, veja pelo lado bom, estamos no MELHOR DOS MUNDOS POSSÍVEIS. 
Sinceramente, não vejo com conciliar a questão da imperfeição do mundo, com a Bondade de Deus. Pela crença , posso até acreditar que Ele sabe todas as coisas e que existe um sentido em tudo de mal que acontece, mas logicamente tais argumentos não me convencem, parecendo incompletos. 
Mas a vida segue, e o que devemos fazer, na minha maneira de entender é sempre buscar experiências positivas que minimizem os sofrimentos desse mundo de sombras!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário